ALEXANDRIA

  • HISTÓRIA DO CRISTIANISMO ESOTÉRICO

    TOMMASO PALAMIDESSI

    HISTÓRIA DO CRISTIANISMO ESOTÉRICO

    Trigésimo Quinto Caderno

  • A COMUNIDADE CRISTÃ DE ALEXANDRIA

    T. Palamidessi HISTÓRIA DO CRISTIANISMO ESOTÉRICO

    São Marcos Evangelista, enviado por São Pedro, fundou a Igreja Cristã de Alexandria no Egito, onde morreu mártire em 25 de Abril talvez no oitavo ano de Nero (62): “preso com cordas e arrastado nas pedras, foi gravemente atormentado, e depois fechado na prisão” (Martirológio Romano), onde expirou pela fé.
  • O Mestre São Panteno no Egito

    T. Palamidessi HISTÓRIA DO CRISTIANISMO ESOTÉRICO

    Entre os ativistas da escola catequética de Alexandria no Egito, distinguiu-se o diretor espiritual Panteno, nascido provavelmente na Sicília. Era um homem muito famoso e com muita cultura, derivada das filosofias pagãs e do estoicismo, mas que na mensagem cristã tinha encontrado tudo o que procurava.
  • TITO FLÁVIO CLEMENTE DE ALEXANDRIA

    T. Palamidessi HISTÓRIA DO CRISTIANISMO ESOTÉRICO

    Depois da morte do grande Panteno, o Didaskaleion continuou com mil problemas com Clemente. Nascido provavelmente entre 145 e 150 em Atenas, de pais pagãos, viajou muito à procura da verdade. Parece que morreu entre 215 e 217, em Cesareia de Capadócia, com a idade de 72 anos. Tal acontecimento foi comunicado por meio de uma carta pelo bispo Alexandre a Orígenes.
     
    Clemente encontrou Panteno em 180 em Alexandria, onde permaneceu até 202. Ele era sábio da maneira mais completa, escrevia com estilo florido, animado e agradável. Aprofundou vários sistemas filosóficos, mas ficou satisfeito só com o Cristianismo. Aprendeu muito com Panteno, que chamava “abelha siciliana”, e como ele, ensinou seguindo a linha apostólica tradicional dos profetas segundo o Antigo Testamento e as instruções de Cristo. Mas teve de deixar o ensinamento nas mãos de Orígenes por causa da perseguição anticristã de Septímio Severo, transferindo-se para Capadócia com o Bispo Alexandre.
  • AS ESCOLAS CRISTÃS DE CATEQUESES EM ALEXANDRIA E CESAREIA MARÍTIMA

    T. Palamidessi HISTÓRIA DO CRISTIANISMO ESOTÉRICO

    A grande cidade egípcia já no III século antes de Cristo era um importante centro de estudos filosóficos, astronómicos, religiosos e linguísticos. Alexandria foi fundada por Alexandre o Grande em 328 a.C., no distrito de Rhakotis, numa zona de terra fértil e fresca situada entre o Mediterrâneo e o lago de Mareotis, a Norte-Oeste do Delta do Nilo. Mesmo em frente há a ilha de Pharos. Seria demasiado longo fazer a história cultural de Alexandria, portanto limitar-nos-emos a algumas pequenas noções. Personagens políticas de várias épocas enriqueceram a cidade de bibliotecas, laboratórios, museus, pondo a trabalhar cientistas famosos. Contribuíram para o esplendor intelectual, além de Alexandre o Grande, também Ptolomeu I Sóter(323-286 a.C.),Ptolomeu II Filadelfo (285-247 a.C.) e também Marco António, que para agradar Cleópatra enriqueceu a pequena biblioteca do Serapeu com 200.000 pergaminhos, subtraídos à biblioteca de Pérgamo.

  • Orígenes e o Didaskaleion

    T. Palamidessi HISTÓRIA DO CRISTIANISMO ESOTÉRICO

    Os ensinamentos do Didaskaleioneram ao início os preceitos e as verdades elementares do cristianismo, depois a gnose perfeita, conhecimento da verdade integral e ao mesmo tempo santidade divinizante que se consome com o martírio. Orígenes preparava os catecúmenos para o batismo, os novos convertidos ao martírio. Cessada a perseguição, os sempre mais numerosos discípulos pediram ao já notório Orígenes para serem instruídos mais profundamente sobre a fé. Então “… ele fez duas classes da multidão dos seus discípulos; depois, escolhendo Héracles entre eles … fê-lo seu colega na catequese deixando-lhe a direção dos incipientes e reservando para si próprio a instrução dos mais avançados” (Eusébio, Hist. Ecl. VI, 15).

  • O ensinamento Clementino-Origenista das Escolas de Alexandria e Cesareia na Palestina

    T. Palamidessi HISTÓRIA DO CRISTIANISMO ESOTÉRICO

    Os nossos estudos e meios de pesquisa permitem-nos fazer o balanço do que podia ser a essência do Cristianismo dos primeiros séculos. Tentaremos portanto fazer uma breve panorâmica, lembrando aos estudiosos que os Cadernos de Arqueosofia mostram em detalhe o ensinamento de Jesus, transmitido e interpretado pelos seus Apóstolos, por São Paulo e culminado em Tito Flávio Clemente de Alexandria e em Orígenes.

  • OS GRANDES CATACLISMOS E AS ERAS HISTÓRICAS

    A. Benassai O MISTÉRIO DAS PIRÂMIDES

    George Couvier, funcionário do Museu de História de Paris e fundador da Paleontologia dos vertebrados, afirmou que a terra foi devastada por uma serie de eventos catastróficos cuja violência foi tal que causou a extinção total de espécies. O famoso naturalista descreveu com precisão a catástrofe que aconteceu há cerca de 12.000 anos no norte do oceano pacífico ao largo da costa siberiana numa zona conhecida como Mar de Leptev
  • A CIVILIZAÇÃO DA ATLÂNTIDA E AS DINASTIAS DIVINAS DE MÂNETON

    A. Benassai O MISTÉRIO DAS PIRÂMIDES

    Os grandes cataclismos que perturbaram a superfície da terra marcaram as fases históricas das Civilizações de Atlântida e do Egipto
  • COMENTÁRIO ESOTÉRICO AOS QUATRO EVANGELHOS

    TOMMASO PALAMIDESSI

    COMENTÁRIO ESOTÉRICO AOS QUATRO EVANGELHOS

    Exegese Arqueosófica A Mateus, Marcos,Lucas e João

    Caderno 36

Contacta-nos

Para entrar em contato com Arqueosófica, por questões relativas à atividades ou ao material da escola, pode deixar uma mensagem aqui. Adere á Arqueosófica e difundam a Arqueosofia para a salvação daquilo que na actual sociedade mundial é ainda possível salvar.