Cristianismo nascente

  • HISTÓRIA DO CRISTIANISMO ESOTÉRICO

    TOMMASO PALAMIDESSI

    HISTÓRIA DO CRISTIANISMO ESOTÉRICO

    Trigésimo Quinto Caderno

  • RELIGIÃO CRISTÃ E TRADIÇÃO METAFÍSICA PRIMORDIAL UNITÁRIA

    T. Palamidessi HISTÓRIA DO CRISTIANISMO ESOTÉRICO

    Para além de cada religião ou tradição espiritualizante particular, existe uma Tradição metafísica arcaica ou primordial unitária. Isto compreende-se com algumas passagens escriturais e com alguns escritos dos primeiros seguidores de Jesus.
     
    O termo “metafísico” quer significar um saber inerente não ao mundo físico, mas a uma realidade que transcende o mundo humano e terreno. Ao facto incontestável que sempre existiu uma Tradição primordial unitária e metafísica, comunicada um pouco de cada vez a toda a humanidade, mencionam Justino Mártir nas suas “Apologias” e Santo Agostinho Bispo de Hipona nos tratados “A verdadeira religião” e “Retratações”. Este último na verdade afirma que a religião cristã sempre existiu antes de o Messias se encarnar. Como? É fácil intuir isso aceitando o conceito metafisicamente.
  • A REVELAÇÃO OU ENSINAMENTO DIVINO

    T. Palamidessi HISTÓRIA DO CRISTIANISMO ESOTÉRICO

    O ensinamento de qualquer arte, técnica, filosofia, moral, de homem que sabe para homem que não sabe, é sempre gradual porque começa pelos conceitos elementares para chegar aos mais complexos: o docente deve ser entendido começando pelas noções simples, fáceis, para explicar no tempo a parte mais difícil da própria disciplina. Nenhum estudante será admitido aos estudos do cálculo integral e infinitesimal sem antes ter percebido e assimilado na teoria e na prática a aritmética, a geometria, a álgebra e a trigonometria, ou seja passando da matemática inferior à superior.
  • A COMUNIDADE CRISTÃ DE ALEXANDRIA

    T. Palamidessi HISTÓRIA DO CRISTIANISMO ESOTÉRICO

    São Marcos Evangelista, enviado por São Pedro, fundou a Igreja Cristã de Alexandria no Egito, onde morreu mártire em 25 de Abril talvez no oitavo ano de Nero (62): “preso com cordas e arrastado nas pedras, foi gravemente atormentado, e depois fechado na prisão” (Martirológio Romano), onde expirou pela fé.
  • O Mestre São Panteno no Egito

    T. Palamidessi HISTÓRIA DO CRISTIANISMO ESOTÉRICO

    Entre os ativistas da escola catequética de Alexandria no Egito, distinguiu-se o diretor espiritual Panteno, nascido provavelmente na Sicília. Era um homem muito famoso e com muita cultura, derivada das filosofias pagãs e do estoicismo, mas que na mensagem cristã tinha encontrado tudo o que procurava.
  • TITO FLÁVIO CLEMENTE DE ALEXANDRIA

    T. Palamidessi HISTÓRIA DO CRISTIANISMO ESOTÉRICO

    Depois da morte do grande Panteno, o Didaskaleion continuou com mil problemas com Clemente. Nascido provavelmente entre 145 e 150 em Atenas, de pais pagãos, viajou muito à procura da verdade. Parece que morreu entre 215 e 217, em Cesareia de Capadócia, com a idade de 72 anos. Tal acontecimento foi comunicado por meio de uma carta pelo bispo Alexandre a Orígenes.
     
    Clemente encontrou Panteno em 180 em Alexandria, onde permaneceu até 202. Ele era sábio da maneira mais completa, escrevia com estilo florido, animado e agradável. Aprofundou vários sistemas filosóficos, mas ficou satisfeito só com o Cristianismo. Aprendeu muito com Panteno, que chamava “abelha siciliana”, e como ele, ensinou seguindo a linha apostólica tradicional dos profetas segundo o Antigo Testamento e as instruções de Cristo. Mas teve de deixar o ensinamento nas mãos de Orígenes por causa da perseguição anticristã de Septímio Severo, transferindo-se para Capadócia com o Bispo Alexandre.
  • O Caminho para Deus

    T. Palamidessi HISTÓRIA DO CRISTIANISMO ESOTÉRICO

    O caminho para Deus não é só uma questão de fé e de moralidade perfeita, mas também utilização de todas aquelas ciências, artes, técnicas que ajudam a libertar as correntes do mundo fenoménico. Há técnicas psicossomáticas sem as quais a preparação de baixo se torna quase impossível, apesar da ajuda da Graça, dos Sacramentos, da vida litúrgica.
  • A ECLÉSIA NASCENTE E A AÇÃO DOS APÓSTOLOS

    T. Palamidessi HISTÓRIA DO CRISTIANISMO ESOTÉRICO

    Depois da Ascensão os Apóstolos, com Maria mãe de Jesus, reúnem-se no Cenáculo e começam as orações à espera do Espirito Santo. Pedro, chefe dos Apóstolos, procede à eleição de Matias, sucessor de Judas Iscariotes. No dia de Pentecostes desce sobre os Apóstolos o Espirito Santo, enquanto se encontravam em contemplação mística no Cenáculo. Este grupo da Igreja nascente que assistia à predicação de Pedro, levou ao batismo 3000 pessoas.

  • A IGREJA DOS PRIMEIROS TRÊS SÉCULOS

    T. Palamidessi HISTÓRIA DO CRISTIANISMO ESOTÉRICO

    A história da Igreja cristãiniciou-se com a primeira festa judaica de Pentecostes, quando o Espirito Santo desceu sobre os Apóstolos e os tornou verdadeiramente capazes de pregar e de propagar o Reino de Deus, ou seja de realizar a sua missão. Naquele dia, depois do discurso de Pedro, três mil pessoas foram batizadas: criou-se assim a primeira comunidade cristã de Jerusalém.

    À cabeça desta primitiva Igreja, foi colocado o bispo Santiago Menor, o “irmão do Senhor”. O apóstolo Paulo, com Pedroe João, era juntamente com Santiago uma das “colunas da Igreja” (Gálatas, 2:9).

  • O Cristianismo Primitivo

    T. Palamidessi HISTÓRIA DO CRISTIANISMO ESOTÉRICO

    Jesus tinha chegado para dar regras de vida ascética para serem praticadas imediatamente para apagar a sede de viver segundo a carne e acender a sede de vida eterna, abençoada e iluminada com Ele e no Pai. Ordenou ensinar esta regra de vida a todos os povos da Terra. Era inútil procurar a sabedoria de maneira diferente, por isso o Cristianismo primitivo foi muito simples, evangélico, ou seja limitado a enunciar o facto da redenção oferecida pelo sacrifício do Messias, sem ter alguma fórmula de fé bem esquematizada.

  • OS APOLOGISTAS GREGOS

    T. Palamidessi HISTÓRIA DO CRISTIANISMO ESOTÉRICO

    Os grandes apologistas cristãos entram em cena no segundo século. Entre estes destaca-se Justino de Nablus, nativo de Flávia Neápolis (a atual Nablus) na Palestina (100-166). Defendeu a nova doutrina quer fosse contra os Judeus e os Gentios, quer contra os heréticos, afirmando que também os filósofos e os poetas gregos receberam uma revelação e tiveram um conhecimento parcial da verdade. Justino foi autor de duas Apologias.

  • O CONHECIMENTO JUDAICO-CRISTÃO

    T. Palamidessi HISTÓRIA DO CRISTIANISMO ESOTÉRICO

    Sobre o antigo constrói-se o novo. Da revelação divina, sem nada negar, adiciona-se o novo quando os tempos devem ser completados, e houver suficientes ouvintes para perceber sem interpretar mal o que o Onipotente, no seu tríplice manifestar-se, quer da humanidade. Mas foi realmente revelado o novo sem destruir o velho?

  • AS ESCOLAS CRISTÃS DE CATEQUESES EM ALEXANDRIA E CESAREIA MARÍTIMA

    T. Palamidessi HISTÓRIA DO CRISTIANISMO ESOTÉRICO

    A grande cidade egípcia já no III século antes de Cristo era um importante centro de estudos filosóficos, astronómicos, religiosos e linguísticos. Alexandria foi fundada por Alexandre o Grande em 328 a.C., no distrito de Rhakotis, numa zona de terra fértil e fresca situada entre o Mediterrâneo e o lago de Mareotis, a Norte-Oeste do Delta do Nilo. Mesmo em frente há a ilha de Pharos. Seria demasiado longo fazer a história cultural de Alexandria, portanto limitar-nos-emos a algumas pequenas noções. Personagens políticas de várias épocas enriqueceram a cidade de bibliotecas, laboratórios, museus, pondo a trabalhar cientistas famosos. Contribuíram para o esplendor intelectual, além de Alexandre o Grande, também Ptolomeu I Sóter(323-286 a.C.),Ptolomeu II Filadelfo (285-247 a.C.) e também Marco António, que para agradar Cleópatra enriqueceu a pequena biblioteca do Serapeu com 200.000 pergaminhos, subtraídos à biblioteca de Pérgamo.

  • COMENTÁRIO ESOTÉRICO AOS QUATRO EVANGELHOS

    TOMMASO PALAMIDESSI

    COMENTÁRIO ESOTÉRICO AOS QUATRO EVANGELHOS

    Exegese Arqueosófica A Mateus, Marcos,Lucas e João

    Caderno 36

  • O GRANDE ARCANO DOS QUATRO EVANGELHOS SEGUNDO MATEUS,MARCUS,LUCAS E JOÃO.

    T. Palamidessi COMENTÁRIO ESOTÉRICO AOS QUATRO EVANGELHOS

    Evangelho, ou Vangelo, em grego quer dizer “boa notícia” porque anuncia a todos a possibilidade de salvar-se espiritualmente com a ajuda de Cristo, o Filho de Deus incarnado no Homem Jesus: aquele Messias anunciado pelos profetas do Antigo Testamento, tais como Moisés, Daniel, Isaias, Elias e João o Baptista, que tinham preparado a estrada ao Advento. 

  • O GRANDE ARCANO DOS QUATRO EVANGELHOS

    T. Palamidessi COMENTÁRIO ESOTÉRICO AOS QUATRO EVANGELHOS

    Da leitura e estudo dos passos reportados neste fascículo, entenderão que o grande arcano dos Evangelhosconsiste nas artes subtis dos quatro Iniciados no expor á vida terrena e sobrenatural de Jesus, do nascimento á crucificação, com tantos e tantos episódios ( curas milagrosas, viagens missionárias, transmutação da água em vinho, multiplicação dos pães e dos peixes, ressurreição da tumba, etc.) que são simultaneamente factos históricos, ensinamentos morais, chaves de teologia ascética e mística, soluções de Alta Iniciação

  • A Predicação de Jesus Cristo

    T. Palamidessi COMENTÁRIO ESOTÉRICO AOS QUATRO EVANGELHOS

    predicação de Cristo se insere na tradição do hebraico com uma nova revelação e uma nova vida espiritual, que supera todas as precedentes, e surge no momento culminante da civilização grego-romana, meio milénio depois que Confucio tinha indicado á civilização chinesa as suas bases morais e o Buda tinha iniciado o seu colossal movimento espiritual que da Índia seria extenso a todo o Extremo Oriente. Se bem que o Cristianismo, talvez pelo seu nascer, apontasse com a sua universalidade até á Pérsia e a Índia, em menos de três séculos a sua afirmação chega ao Mediterrâneo.

  • Natureza, constituição e condições do Reino de Deus nos Sinópticos

    T. Palamidessi COMENTÁRIO ESOTÉRICO AOS QUATRO EVANGELHOS

    O estudo dos Sinópticos, ou seja dos Evangelhossegundo Mateus, Marcos e Lucas, assim definidos para que as suas colunas harmonizadas possam ser facilmente lidas e confrontados com um só olhar, como puro o exame do Evangelho segundo João e as Cartas de S. Paulo, oferecem um quadro da espiritualidade cristã que resumiremos em poucas páginas.

    Diremos por primeira coisa que a ideia central do ensinamento de Jesus Cristo nos Sinópticos é aquela do Reino de Deus. Por isso, no intento de fazer entender e realizar a espiritualidade que você encontra, indicamos a natureza deste Reino, a constituição e as condições para aceder-vos.

  • Os argumentos do Ensinamento Esotérico

    T. Palamidessi COMENTÁRIO ESOTÉRICO AOS QUATRO EVANGELHOS

    Os argumentos do ensinamento esotérico se referiam ás seguintes doutrinas:
    1. A doutrina de Deus;
    2. A doutrina do Cosmo;
    3. A doutrina da Lei;
    4. A doutrina do Homem;
    5. A doutrina Ascética.
    Nós trataremos estes argomentos nos cadernos de “Arqueosófica”. Estarão muitas coisas a dizer que devem ser escritas para não andar perdidas. 
  • A vida interior de Deus no Evangelho de S.João

    T. Palamidessi COMENTÁRIO ESOTÉRICO AOS QUATRO EVANGELHOS

    No Quarto Evangelho, dito Segundo S. João, não domina mais a ideia do Reino e a ideia de S. Paulo á cerca do desenho santificador de Deus sobre o homem: domina de facto a ideia da vida espiritual. O evangelista predilecto do Senhor nos faz conhecer a vida interior de Deus, do Verbo incarnadoe por fim do Cristão. Eis a síntese:

  • O MILAGRE E O ENSINAMENTO OCULTO DE JESUS CRISTO COM A PRIMEIRA MULTIPLICAÇÃO DE CINCO PÃES E DOIS PEIXES

    T. Palamidessi COMENTÁRIO ESOTÉRICO AOS QUATRO EVANGELHOS

    Porque este episódio é um dos mais enigmáticos, o temos escolhido para comentá-lo. A distância de pouco tempo deste acontecimento, existe uma segunda multiplicação dos pães e dos peixes, operada sempre por Jesus, cujo significado, porém, não é o mesmo. Nos ocuparemos da primeira, narrada por S. João,6,1-15, S. Lucas,9,10-17, S. Marcos,6,30-33 e S. Mateus,14,13-21.

Contacta-nos

Para entrar em contato com Arqueosófica, por questões relativas à atividades ou ao material da escola, pode deixar uma mensagem aqui. Adere á Arqueosófica e difundam a Arqueosofia para a salvação daquilo que na actual sociedade mundial é ainda possível salvar.